sábado, 10 de setembro de 2016

Desenhos em filtros de café




O filtro de papel utilizado para preparar o café pode ser usado como suporte para trabalhos de desenho e pintura, proporcionando às produções uma textura próxima do papel aquarela.


Essa experiência foi desenvolvida pelos os alunos dos 6os Anos e 7o Ano A, sob a orientação da professora Fernanda de Arte, o resultado pode ser conferido nos painéis fixados no corredor, ao lado da sala 01.






Escola apresenta desempenho positivo no novo Ideb



O INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, vinculado ao MEC Ministério de Educação, acaba de divulgar os novos índices do IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Brasileira, um dos indicativos utilizados para avaliar a qualidade das escolas brasileiras. 

O IDEB é calculado a cada dois anos e leva em conta resultados da avaliação feita pelos alunos (de português e matemática) e informações de reprovação e abandono.

Nossa escola conseguiu superar as metas projetadas para 2015, no 5o Ano, a meta era de 5.2 e a escola atingiu 5.8, no 9o Ano, a meta era de 4.7 e a escola alcançou 4.9

Os resultados refletem os esforços e a dedicação da equipe pedagógica, no aprimoramento do ensino e aprendizagem e na construção de uma escola pública de qualidade.






sábado, 27 de agosto de 2016

Palestra sobre as imagens nos livros didáticos




Sábado, 27 de agosto de 2016.

Palestra: “O Potencial Didático das Ilustrações Científicas”

O Prof. Dr. Edson Roberto de Souza é pesquisador do Instituto de Geociências, da UNICAMP, dentro do PEHCT – Programa Ensino e História das Ciências da Terra, sua tese de doutorando analisa as imagens presentes nos livros didáticos, referentes às disciplinas da Área das Ciências da Natureza. A pesquisa investigou as publicações didáticas do Brasil, Espanha, Itália e Portugal. Além da pesquisa científica na universidade, o professor Edson Roberto, atua no ensino médio, com a disciplina de Física. Além do doutorado na UNICAMP, o professor recebeu a mesma titulação pelo Centre de Recerca em Geologia i Cartografia Ambiental (GEOCAMB) da Universitat de Girona, Espanha.


Neste sábado, o professor Edson Roberto, esteve aqui na escola, para proferir a palestra: “O Potencial Didático das Ilustrações Científicas”, aos professores dos ciclos I, II, III e IV, na ocasião, pudemos conhecer o percurso da pesquisa desenvolvida pelo professor, bem como realizar um interessante debate sobre a importância das imagens, ilustrações, mapas, gráficos presentes nos livros didáticos. A palestra contou com uma intensa interação dos professores da escola. A Orientadora Pedagógica Fernanda Torresan foi a articuladora da presença do Prof. Dr. Edson Roberto, somando as diferentes ações da formação pedagógica da equipe escolar.





Fotos: Prof. Vitório


Veja abaixo a entrevista do Prof. Dr. Edson Roberto de Souza à UNIVESP TV


terça-feira, 23 de agosto de 2016

Professora MIchele Santos na Olimpíada Rio 2016




Terça, 23 de agosto de 2016.

Professora Michele Santos na Olimpíada Rio 2016

A professora de educação física dos ciclos III e IV, 7os e 8os Anos da nossa escola, Michele Santos, passou por uma experiência inédita, trabalhar no maior evento esportivo do mundo, os Jogos Olímpicos, Rio 2016. Ela fez parte da equipe de voluntários, atuando nas provas de ginástica olímpica e artística, na Arena Olímpica do Rio, instalação que fez parte do Parque Olímpico da Barra.

Durante a fase final das provas de ginástica olímpica e artística a professora Michele esteve conferindo de perto o desempenho dos maiores ginastas do mundo, como Simone Biles, Arhur Zanetti, Diogo Hipólito entre outros.


A área de Esportes é para o voluntário que é apaixonado, mas que também conhece muito bem as regras de uma ou mais modalidades. Ele é fundamental para que atletas e árbitros possam dar o máximo durante as competições.





sábado, 20 de agosto de 2016

Ações do Projeto Horta



Sábado, 20 de agosto de 2016.

O Projeto Horta vem desenvolvendo suas ações, organizando as rotinas de trabalho das turmas que compartilham as práticas criadas pelo projeto. Preparação dos canteiros, adubação, manejo das mudas, plantio, irrigação, controle de pragas, colheita. 

Além dos aspectos práticos gerais, as turmas envolvidas realizam trabalho de observação, coleta de dados, acompanhando o crescimento das diferentes espécies de hortaliças, temperos e plantas medicinais.

Na última semana, os canteiros passaram receber plaquinhas de madeira, identificando as turmas diretamente responsáveis pelo acompanhamento do canteiro, as placas estão sendo confeccionadas pelos alunos e professores do projeto.

A área de ciências é responsável pela coordenação do projeto.







sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Majori Nascimento a caminho de Harvard


Majori Nascimento, 16 anos, é uma estudante do 2º Ano do Ensino Médio, na EE Dr Miguel Vicente Cury, Vila Padre Anchieta, distrito de Nova Aparecida, já o ensino fundamental foi inteiramente realizado aqui, na EEI Dr João Alves dos Santos, nove anos da sua formação básica. Sempre foi uma aluna aplicada e participativa, com um excelente desempenho, e juntamente, com um grupo de outros seis alunos, Majori foi indicada para participar de programas educativos desenvolvidos pela Fundação Educar. Uma das etapas do projeto incentivava os adolescentes realizarem uma intervenção que pudesse provocar algum tipo mudança em suas respectivas escolas. No segundo semestre de 2014, Majori e os outros adolescentes realizaram a revitalização de um ambiente na escola, com a remoção de sucatas, limpeza, pintura, enfim, transformaram um espaço subutilizado em uma opção de aprendizagem, esse novo local foi rebatizado de “Oásis”, hoje em dia, abriga as atividades do novo Projeto Horta da escola.

No começo de 2015 Majori Nascimento começou elaborar uma ação mais consistente e duradoura voltada para as escolas públicas de Campinas. Criou um projeto de Leitura e Contar Histórias para alunos dos ciclos I e II, do ensino fundamental, objetivo do projeto é criar uma forma lúdica que incentive as crianças a prática da leitura de histórias infantis. Até o momento, o projeto de Majori já percorreu 12 escolas públicas de Campinas, interagindo com mais de 70 professores e mais de 3.000 alunos. Majori utiliza recursos de diferentes linguagens como a tradição oral, circo e teatro, aliado a instrumentos musicais para envolver as crianças. Em todas as escolas visitadas pela Majori, o projeto de Leitura e Contar Histórias vêm recebendo uma ótima recepção e colhendo vários elogios.

A iniciativa chamou atenção de estudantes brasileiros na Universidade de Harvard, localizada na cidade de Cambridge, estado de Massachusetts, Estados Unidos. Desta forma, o trabalho da Majori, começou ser acompanhado à distância pelos universitários transformados em seus mentores. Entre dez projetos desenvolvidos no Brasil por estudantes de educação básica, o projeto Contar História foi selecionado para representar o país e a Majori deverá apresentar a sua experiência no Seminário que será realizado em Harvard na segunda quinzena do mês de abril de 2017.

Majori teve a iniciativa de criar uma campanha na internet visando arrecadar os recursos necessários para viabilizar a viagem aos Estados Unidos, alcançando uma grande repercussão na mídia de Campinas, possibilitando a estudante alcançar a meta estabelecida. A maior parte dos recursos deverá custear a passagem de avião e suas despesas em solo americano, além disso, os custos referentes ao visto de entrada nos Estados Unidos, o passaporte e demais documentos.

Enquanto isso, Majori Nascimento continua visitando escolas, levando seu projeto de leitura, com apoio da Secretaria Municipal de Educação e da Fundação Educar, frequentando as aulas no ensino médio e aprimorando seu aprendizado do idioma inglês para fazer bonito em Harvard.

Majori revela que após concluir o ensino médio pretende fazer pedagogia ou alguma licenciatura para seguir a carreira de professora de educação básica.




quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Chama Olímpica nos ciclos I e II



Quarta-feira, 17 de agosto de 2016.


Durante o cerimonial semanal para o canto e a vivência do hino e dos símbolos nacionais, a professora Vera junto com os professores dos 3os, 4os e 5os anos, dos ciclos I e II, apresentaram alguns de seus trabalhos sobre os símbolos Olímpicos. Prestaram uma homenagem a estes momentos de consagração que vivemos com a realização da XXXI edição dos Jogos Olímpicos da era moderna.

Ressaltaram os significados dos anéis Olímpicos e da chama e tocha olímpica, e o revezamento que percorreu todo o Brasil até chegar a cidade sede, o Rio de Janeiro, onde permanece acessa durante a realização deste magnífico evento esportivo.

Celebramos a disposição e a esperança de uma convivência cada vez mais fraterna, respeitosa e pacífica entre os povos de todo o mundo, ainda que hajam diferenças ou concorrências, como coloca também o espírito olímpico.

Abrilhantando ainda mais o momento, receberam a visita do participante do revezamento da Tocha Olímpica, Roberto Tezzin, que trouxe a tocha olímpica original utilizada por ele durante a passagem da chama olímpica pela cidade de Tatuí - SP, para apresentá-la aos alunos.

Já nossos alunos trouxeram réplicas confeccionadas por eles durante as aulas.  Roberto descreveu aos presentes as emoções que sentiu pela oportunidade de participar do revezamento e sua história pessoal de descoberta dos benefícios da prática de atividades físicas para o aprimoramento de sua saúde, expressos através da carta entregue ao comitê olímpico organizador, a qual contribuiu para a sua escolha para a participação nesse momento tão importante e histórico ao representar a todos nós, brasileiros.















sábado, 13 de agosto de 2016

Quadrinha esportiva recebe novas pinturas



Sábado, 13 de agosto de 2016



Em mais uma etapa do calendário de reposição de aulas, professores e alunos, realizaram mais uma etapa das ações de revitalização da quadrinha esportiva, espaço que vem sendo muito utilizado pelas oficinas projeto Hora do Almoço bem como pelas aulas de educação física, foram realizadas pinturas decorativas das escadas laterais, bem como a extensão da pintura do prolongamento da quadrinha. O trabalho foi orientado e conduzido pelos professores João, Fernanda (Arte) e Wolney (História). O espaço ficou mais bonito e agradável, parabéns pela iniciativa e a todos os alunos que participaram do trabalho.











quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Projeto Leituras da Cidade na EJA




EJA JOÃO ALVES REALIZA TOUR POR CAMPINAS COM O PROJETO “LEITURAS DA CIDADE”

Quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Educandos e educadores da EJA João Alves realizaram um tour pela cidade de Campinas, com o objetivo de conhecer os principais pontos históricos do município.

A atividade integra o projeto “Leituras da Cidade”, coordenado pelas professoras Ademilde, professora de Ciências e Rose, de Arte e com a colaboração de Fernando, de Geografia, Karina, de Português, Vespasiano, de História, Izabele, de Educação Física, Carolina, de Educação Especial, Waldileia, de Inglês e Carlos, de Matemática.

Os educandos, guiados pelos professores e por José Luiz (orientador pedagógico) tiveram a oportunidade de visitar e saber mais sobre os seguintes monumentos/pontos históricos: Cemitério da Saudade e Monumento Voluntários de 32 (Praça Voluntários de 32), Estátua da Mãe Preta (Largo São Benedito), Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Conceição (Praça José Bonifácio/13 de maio), Basílica Nossa Senhora do Carmo (Rua Dr. Quirino), Praça Bento Quirino, onde fica a estátua de Carlos Gomes, de Bento Quirino e o marco zero da cidade, Estação Cultura Prefeito Antônio da Costa Santos (Praça Mal. Floriano Peixoto) e o Túnel de Pedestre da Fepasa (Vila Industrial).


Além de conhecer a história, geografia e arquitetura da cidade, durante o tour, educandos e educadores puderam observar melhor como funciona a vida noturna da cidade e conhecer um pouco dos habitantes campineiros ou migrantes e seu modo de vida. Este foi o primeiro tour do semestre e o segundo deste ano letivo. Articulado ao tour, os alunos registraram fotos com suas câmeras e posteriormente, em sala, escreveram textos sobre o estudo do meio.





Fotos: Robinson Luiz Bolsoni.(Aluno da EJA)